Seja benvindo, ao sair, não me esqueça, volte sempre.

domingo, 10 de maio de 2015

No colo Materno



4/5/2012

Autor: Élys Vianna


No aconchego do colo materno,
com suavidade,
 pulsa o seu pequenino coração...
É um novo viver, propiciando
uma doce e terna emoção,

Sua mãe, com os seus
olhos meigos e doces,
o observa com carinho...
Sente-se, um pássaro,
ternamente, protegido em seu ninho...

Assim, chega ao planeta
pleno de felicidade e  esperança...
Acredita, poder crescer em paz,
sem deixar de ser criança...

Um  Grande Mestre, um dia, falou:
“Deixai vir a mim as criancinhas”...
Muita gente não entendeu
o que dizia nas entrelinhas:

Ser criança é ter pureza
e bondade no coração,
é praticar o amor
em toda a sua dimensão...

Deus, em sua sabedoria,
Para educar, a mãe, criou;
Colocando neste ser,
todo o amor que imaginou.


Pelo Dia das Mães, desejo, a todas, com muito carinho que sejam sempre felizes e que Deus coloque sobre vocês suas mais sublimes bençãos.




15 comentários:

✿ chica disse...

Poesia linda e carinhosa homenagem!Obrigadão! chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Uma bela homenagem a essas grandes mulheres que são as nossas mães.
Um abraço e uma boa semana.

Bergilde disse...

Pura sabedoria e verdade nestas tuas palavras! Linda homenagem,obrigada Élys por nos presentear com mensagens assim tão edificantes,bom dia e uma semana especial pra ti!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Muito sensível para o dia da Mãe.
As mães merecem tudo, meu amigo.
Um abraço fraterno
Irene Alves

Vera Lúcia disse...

Belíssima homenagem, Élys.
Não sou mãe, mas conheço bem este amor incondicional com que Deus revestiu as mães.
Infelizmente, como você sabe, perdi a minha mãe há dez meses e ainda estou com a ferida aberta, mas ciente de que ela apenas regressou à Pátria Espiritual e lá estará à espera do nosso reencontro.

Abraço.

Manuel disse...

Estupendo homenaje a las madres, y muy bonito poema a pesar de la mala traducción de google.
Un abrazo.

Manuel disse...

Estupendo homenaje a las madres, y muy bonito poema a pesar de la mala traducción de google.
Un abrazo.

Lau Milesi disse...

Linda homenagem, poeta Élys.Mãe é cordão umbilical costumo dizer. Adorei seu poema.
E,de minha parte,deixo meu agradecimento.
Um abraço.
Boa tarde.


lia disse...

Oi èlys quanta ternura em tuas palavras agrupadas para poetar.Obrigada querido, me senti homenageada. E obrigada pelo carinhoso comentário.
Abraços.

MARILENE disse...

As mães são benditas e você lhes fez um linda homenagem, com seu poema. O seu amor não tem limites, como o do Pai. Abraço.

Boris Estebitan disse...

Lindo tributo a las madres.

Luma Rosa disse...

Oi, Élys!
As mães olham seus filhos, mesmo os adultos, como se fossem crianças. Deus olha seus filhos através dos olhos da mãe.
:)
Beijus,

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Só hoje, vim absorver tão bela homenagem a esse ser tão essencial !
Mãe é sempre amor, ternura, benevolência...

Que o final de semana seja pleno de paz e alegrias, Élys amigo!
Um beijo carinhoso,
da Lúcia

Rita Sperchi disse...

Lindo demais e festejar o dia das mães é sublime

Boa tarde de domingo
E um começo de semana de muita paz

└──●► *Rita!!

Toninho disse...

Olá meu amigo desejo que esteja bem e com paz no coração.
Que a semana lhe seja leve e alegre.
Um abração.

Postar um comentário

A sua visita me faz feliz.
Fico muito grato.