Seja benvindo, ao sair, não me esqueça, volte sempre.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Cantando com Ternura





15/6/2005

Autor: Élys Vianna

Um pássaro voa pela floresta.
Em um galho vai pousar.
A brisa, suave, o afaga,
Logo, começa a cantar.

Canta a sua liberdade.
Saudando a natureza,
A manifestação da vida,
O criador em toda a sua grandeza;

De repente, para o seu canto.
Aguçando os sentidos, quer observar...
Um raio de Sol o acaricia;
Enternecido, sente a presença de Deus
E recomeça a cantar.

Canta com muita ternura.
Certamente, está rezando.
Seu canto é uma oração,
Que no ar, ternamente, vai vibrando.

Deus envolve a Terra.
Em todos os lugares se faz presente
E no pequenino coração do pássaro,
Ele habita amorosamente.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Um Sublime Momento






  
24/10/2016


Autor: Élys Vianna



Estou caminhando...
Uma suave brisa afaga o meu rosto...
Folhas caídas rolam, vagarosamente, pelo chão.


À minha frente, um lindo jardim...
No ar, um doce aroma de rosas...
Feliz...um beija-flor, demonstra todo o seu carinho.


Paro para contemplar...
Sinto o amor de Deus
em cada canto, em cada lugar...
Percebo a Sua sublime vibração...


Lágrimas rolam-me pela face,
marcam a minha emoção...
 Uma doce felicidade,
pulsa ternamente, em meu coração.



Agradeço o carinho de todos que me parabenizaram pelo meu aniversário no dia 8.
Obrigado, muito obrigado!...
Élys.


quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Há setenta e nove anos caminhando






Foto: 16/1/2017


Há muito estou caminhando, neste sublime planeta... Passo a passo sigo a estrada estreita e íngreme, pois a que é larga e bem nivelada, pelas facilidades que proporciona, pode dar ensejo a inúmeras quedas.
Desejo chegar ao topo da montanha, onde sei, que descortinarei imensas belezas.
Sigo buscando estar sempre seguro nas mãos de Deus, que muitas vezes me apoiou para que eu não caísse no caminho.
Continuo caminhando com muita fé e hoje,  8 de fevereiro,  ao completar 79 anos sou feliz,  pois a felicidade se consegue unindo-se, ternamente ao Pai com muita gratidão no âmago do coração.