Seja benvindo, ao sair, não me esqueça, volte sempre.

Livro de Visitas - Clique na imagem e deixe um recado

Guestbook ou faça um comentário em uma das postagens.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

Esperança


22/6/2011

Autor: Élys Vianna

O que é esperança?...
Esperança é uma luz que não se deve apagar.
Uma chama que acionará a para que haja a realização
dos nossos desejos.
Quando queremos um objetivo a alcançar, é necessário
acreditar, ter fé, para que ele se realize.
A fé, portanto, deve estar sempre presente em nossa
mente e em nosso coração.
A esperança é a força que sustentará a  fé para que
possamos atingir os nossos objetivos, os nossos sonhos...
É preciso manter a esperança acesa,  para um sonho realizar.

quinta-feira, 23 de junho de 2011

Jardim de Preces


Até mesmo numa temporada fria de inverno, um jardim bem adubado está
vivo. Ainda que o solo se mostre recoberto por folhas mortas ou neve, 
a vida por debaixo da superfície está ativa,  refazendo-se para acordar na
primavera, com novo viço e  cor. Portanto, mesmo que certas regiões do
nosso planeta não estejam tão verdejantes quanto outras, sabemos
que isso é somente um ciclo de refazimento.
Da mesma forma, a vida dentro de mim floresce mesmo em meio a  
períodos de aparentes "secas"  e dificuldades. 
Sei que,  ainda que as circunstâncias sejam sintomaticamente 
adversas, há por detrás delas uma inabalável ordem. 
Sei que há momentos de transição e recolhimento, nos quais 
aproveito para maior reflexão, refazimento  e fortalecimento.
Na medida que confiantemente oro, reconhecendo a presença de Deus
em mim, imediatamente conscientizo-me do quanto sou renovado de vida 
e graça. Assim alimento as fibras do meu ser e as células do meu corpo 
com palavras de fé, esperança e renovação.

Em um jardim de preces, estou uno a Deus e à Sua vida e cura. Sou
renovado numa primavera de corpo e alma. O doce espírito de Deus 
renova meus pensamentos, meu ânimo e meu corpo.

Mensagem extraída de: Leitura Diária
Dezembro de 2000 - nº 558
Publicação assectária mensal de:
Associação Unidade de Cristianismo

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Ser Espiritualista


 Autor: Élys Vianna

Ser espiritualista é acreditar que não somos apenas matéria, mas sim, um espírito que em mundos físicos possui um corpo denso para poder se manifestar.
É acreditar em Deus sobre todas as coisas e amar ao próximo como a si mesmo.  
É crer na justiça divina em cada nova oportunidade que nos é dada, pois diz a lógica, mais racional, é preciso refazer o aprendizado, retornar à escola quando a lição não foi plenamente conscientizada. É acreditar na vida eterna e vê-la como um caminho de evolução, sempre em direção ao Pai. Ser espiritualista é crer na centelha divina que brilha no âmago de nosso ser aguardando que um dia a sintonia se faça e  venhamos, então, sentir e transmitir o puro e sublime amor de Deus.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Impaciência

            
As consequências de tua impaciência são previsíveis:

Inevitável desgaste emocional , com evidentes prejuízos à saúde.

Feridas que, uma vez abertas, seja em ti ou nos outros , demorarão a cicatrizar.

Amigos que, por sua constante irritabilidade, se afastarão de tua presença.

Familiares, que aos poucos,perderão o gosto de conversar contigo.

Arrependimento imediato por palavras que já foram ditas e atitudes impensadas que se consumaram.

Dificuldades e problemas, às vezes insignificantes, que haverão de tornar-se de complexa solução.


Autor Espiritual: Irmão José
Psicografia: Carlos A. Baccelli
Mensagem nº: 20
Livro: Senhor e Mestre
Editora: 
Livraria Espírita Edições Pedro e Paulo
www.leepp.com.br





sexta-feira, 3 de junho de 2011

Os Sentimentos dos Outros



" Sam Douglas costumava dizer à esposa que, ao seu ver, ela passava muito tempo trabalhando no jardim, arrancando ervas daninhas, pondo fertilizantes, cortando o gramado duas vezes por semana... 
 
Ele alegava que, apesar de seus esforços, o jardim continuava o mesmo de quando haviam mudado para aquela casa 4 anos atrás. 
 
Naturalmente, ela se sentia magoada com essas observações e, cada vez que ele voltava a fazê-las, a noite para ela estava arruinada, assim como rompia o equilíbrio do relacionamento de ambos. 
 
Depois de muito tempo, após algumas reflexões, o Sr. Douglas compreendeu como tinha sido tolo durante aqueles anos. 
 
Nunca lhe ocorrera que dava prazer à esposa trabalhar daquela maneira e, por certo, apreciaria um elogio por seu empenho e dedicação. 
 
Certo dia, a esposa disse que iria arrancar algumas ervas e convidou-o para acompanhá-lo ao jardim. 
 
A princípio ele recusou mas, depois de pensar melhor, saiu e começou a ajudá-la. 
 
A esposa ficou visivelmente feliz e juntos passaram uma hora trabalhando duro e entabulando conversa agradável. 
 
A partir de então, ele passou a ajudá-la na jardinagem. Fazia-lhe elogios sobre seu trabalho, pois o jardim andava bonito de se olhar. 
 

Resultado: Uma vida mais feliz para ambos, porque ele aprendera a ver as coisas a partir do ponto de vista dela, ainda que o assunto fosse unicamente ervas daninhas. 

 O que se construía ali, naqueles momentos, era muito mais do que um belo jardim. Construía-se uma relação de entendimento, de empatia e respeito entre ambos. 
 

Do livro: Como fazer Amigos e Influenciar pessoas
Autor: Dale Carnegie
Enviada por Email pela minha filha : Márcia